O homem estuda e trabalha a vida toda: estuda para produzir conhecimentos e trabalha para produzir bens

(produtividade de conhecimentos e bens).

Ter conhecimentos e bens é a condição indispensável para que a vida possa ser plena e a pessoa consiga estar saudável, feliz e produtiva.

Círculo Virtuoso: o homem precisa ser produtivo para que a vida possa ser saudável e feliz… Mas precisa ser saudável e feliz para que possa realmente ser produtivo!

Nossa visão de qualidade de vida é estruturada sobre um enfoque abrangente, ultrapassando os limites do corpo e da mente do indivíduo, para incluir o contexto socioambiental no qual existe.

Para nós, personalidade e saúde, tem a mesma tetradimensionalidade: bio-psico sócio-ambiental (onde o ambiente e as relações intra e interpessoais não apenas influenciam, mas fazem parte do todo).

A concepção tetradimensional é uma espécie de mistério de um “humanismo quarteto”, onde o corpo é pessoa, a mente é pessoa, o relacionamento é pessoa e o ambiente é pessoa, quatro elementos realmente distintos mas só uma pessoa verdadeira (a unidade do ser).

A dimensão da pessoa, portanto, é bio-psico-sócio-ambiental. E é nessa  dimensão que ela deve existir. Mas, não basta apenas sobreviver! É preciso sobreviver com saúde e felicidade.

A finalidade única da vida (estudo e trabalho) é a pessoa ser: SAUDÁVEL,  quando o corpo está preservado, quando a mente está em paz, quando a relação está satisfatória e quando o ambiente está em equilíbrio.

FELIZ satisfeito consigo mesmo, quando está em paz com os outros, quando compartilha com a família, quando se engaja no trabalho e quando se envolve no lazer. 

PRODUTIVA quando executa suas metas para que possa alcançar os objetivos e cumprir sua finalidade.

Medidas úteis para conseguir maior equilíbrio emocional

1 – Assuma a autoridade sobre sua própria vida e procure pautá-la por atitudes em que você se sinta bem consigo mesmo.

2 – Desvencilhe-se do modo de vida a base do “ter”, viva de forma a não ter medo de perder, mas procure manter um bom equilíbrio financeiro.

3 – Conheça os seus limites e respeite-os

4 – Não assuma o estilo de vida corrido e competitivo, e se ele já existir na sua vida desvencilhe-se dele.

5 – Mantenha sempre mais de uma área de interesse em sua vida.

6 – Enfrente com decisão suas crises de desajustamento.

7 – Aprenda a gostar do trabalho, ou mude para uma empresa cujos valores sejam mais afinados com os seus.

8 – Mantenha a vida simples

9 – Diante das adversidades, adote postura de simpatia e procure conciliar e sempre conciliar.

10 – Enfrente as adversidades procurando obter delas ensinamentos capazes de transformá-las em vitória no futuro.

11 – Desenvolva o hábito de enfrentar o inevitável de forma inteligente.

12 – Não deixe que coisas irritantes perturbem seu humor.

13 – Procure ver o lado positivo das coisas.

14 – Aprenda a gostar das pessoas.

15 – Desenvolva o hábito de dizer coisas agradáveis.

16 – Faça do momento presente um grande sucesso.

17 – Mais oito fatores a considerar, reto pensar, reto atuar, reto verbo, reto esforço, reta maneira de ganhar a vida, compreensão, vontade, amor e paz.

E por falar em equilíbrio, recordamos que para alcançá-lo são necessários investimentos na educação, no trabalho, na criatividade, no lazer e na espiritualidade (ética) do ser humano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *